quarta-feira, 24 de maio de 2017

Joaozinho Freitas sugere projeto que leva cidadania às escolas da rede municipal


Vereador joãozinho Freitas (PTB)

Conscientizar os alunos sobre direitos e deveres básicos e prepará-los para o exercício pleno da cidadania é o objetivo de um projeto idealizado pelo vereador Joãozinho Freitas (PTB).

O vereador obteve aprovado na manhã desta quarta-feira (24) uma indicação de sua autoria no qual sugere ao Governo do Estado que execute em pareceria com a prefeitura de São Luis um projeto denominado “Atitude Educa”.

Cidadania nas escolas
Segundo o parlamentar o projeto prevê a realização de palestras proferidas por policiais militares reformados, que trabalhe ética, autonomia, cidadania, disciplina, cooperação, liderança, hábitos saudáveis, primeiros socorros, além de formação de banda marcial.

Entre as demais atividades com o auxílio dos policiais os alunos aprenderiam  cantar o hino nacional e hasteamento da bandeira brasileira nas escolas da rede pública municipal, resgatando assim valores antigos de cidadania. A execução do projeto seria extracurricular, portanto, não interferindo na grade já proposta pela Secretaria Municipal de Educação (Semed).

 “A parceria entre governo e prefeitura  ampliaria a capacidade de oferecer mais que a educação, levando aos alunos inicialmente da rede municipal, as condições para que sejam cidadãos plenos, conscientes de seus direitos e deveres como participes da sociedade. Além disso, a parceria representa mais um passo da prefeitura e do governo Flávio Dino, à inclusão social de crianças, jovens e suas famílias”, ressaltou o vereador.

Segundo o vereador a iniciativa seria a princípio um “projeto piloto”, que vai contemplar as escolas municipais, alunos, familiares e a sociedade em geral.

“Nós queremos fazer com que as unidades de ensino da rede municipal realmente se constituam num espaço de cidadania para as nossas crianças e não um local de violência e insegurança. Nesse sentido, os alunos vão aprender  atividades de cidadania o que vai lhes permitir  ampliar suas perspectivas frente a realidade em que vivem e prepará-los para um futuro com melhores condições de igualdade social”, finalizou Joãozinho Freitas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.