terça-feira, 14 de março de 2017




Hoje 15 de março os educadores têm uma agenda importante a ser cumprida. É a participação na Greve Geral Nacional da Educação. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) convoca todos os seus associados para participação da greve geral, que inicia com um ato público, na Praça Deodoro, Centro de São Luís (MA), às 7h30.

A greve é iniciativa da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), que agrega vários sindicatos, entre os quais o Sinproesemma. Cada entidade estadual organiza sua programação local, que também deverá ter repercussão nos municípios de cada estado.

O Sinproesemma adere à greve, unificando a pauta de reivindicações, que tem como principal item o pacote de maldades do governo Temer, como a PEC 287/16, que propõe reforma da Previdência Social, prejudicando drasticamente os trabalhadores, a reforma trabalhista, que a acaba com a CLT, e a reforma no Ensino Médio. A greve também vai cobrar o cumprimento do piso salarial nacional da educação, em todo o Brasil.

Ato Público em São Luís


Além do ato público, a partir das 7h30, o Sinproesemma fará ações de esclarecimento à sociedade, por meio de material informativo, mostrando os danos causados aos trabalhadores pelo governo impopular e ilegítimo de Michel Temer.

O Secretário de Administração e Patrimônio do Sinproesemma, Raimundo Oliveira, destacou a importância da categoria ir às ruas, “Entendemos nesse momento que greve é importante para mostrarmos para a sociedade as atrocidades que esse governo golpista vem fazendo com a classe trabalhadora nesse país. Esse é o momento de dialogar com a sociedade e os educadores vão às ruas no sentido de continuar a luta em defesa da educação pública de qualidade, mas também contra a reforma da Previdência, contra a reforma do ensino médio e em favor do Piso Nacional”, pontuou.

Fonte:  Sinproesemma

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.