terça-feira, 19 de julho de 2016

Plágio ou jogo politico, marketing?!



Como é de se imaginar, uma campanha com estrutura de presidente dos EUA não poderia cometer uma "gafe", com a de plágio! Pior, quando o plágio puramente intencional seria de o discurso da atual primeira Dama Michelle Obama.

Na política todos sabemos, o jogo é bruto (vale tudo), para atrair as atenções dos afetos e desafetos e quando se trata de um político espetaculoso que vem demonstrando ser Donald Trump temos o dever de olhar com atenção e pesar o que renderia mais lucro à campanha dos republicanos, um discurso nunca visto antes por alguém igualmente linda à Michelle mas, desconhecida e robotizada como foi a "pobrezinha", Melania Trump ou despreparo e plágio dos seus marqueteiros?!!

 Melania disse a penas o que as pessoas querem ouvir, sem pudor nenhum de copiar um discurso de oito anos atrás de Michelle. Seus marqueteiros usaram a tática ensinada  aos políticos no "ABC", dos políticos (O Príncipe),  afinal segundo Maquiavel, "A mentira é uma arma da política", onde o autor ensina (ao Príncipe), mentir descaradamente, no ato de convencimento. Fato este que acontece naturalmente dentro do jogo político historicamente, ou não é isso?!

 Portanto o jogo político aí recomendou o plágio abertamente, usando trechos do discurso de Michelle que são de uso comum, portanto, (aceitável), amenizando assim a cópia e alavancando a candidatura de Trump para bem ou para o mal, isso é problema de que vai fazer essa avaliação, o que importa é que o "plágio", bombou, nas redes sociais e na imprensa internacional.

Assista e compare novamente os trechos copiados:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.