quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Em debate na Difusora, Flávio Dino afirma que conduziu processo em que Edinho Lobão era réu

Flávio Dino
 A revelação de que Edinho Lobão foi interrogado por Flávio Dino em processo criminal foi o ponto alto do debate realizado na segunda-feira (25) na sede da TV Difusora. No terceiro bloco, em embate direto com Edinho Lobão, o ex-juiz federal Flávio Dino trouxe a informação de que conduziu um processo criminal contra o candidato do PMDB, quando este respondia a processo por irregularidades no repasse ao INSS dos impostos recolhidos de seus trabalhadores.

Segundo Dino, Edinho Lobão foi recebido em seu gabinete de juiz para prestar depoimento sobre as irregularidades no repasse da Rádio Curimã ao INSS, que estavam sendo investigadas na década de 1990. “O senhor deve se lembrar de que eu o recebi com muita educação em meu gabinete, quando eu era juiz federal e colhi seu depoimento”, disse. Flávio Dino foi juiz federal por 12 anos.

Com apenas 3 candidatos e perguntas livres, o debate realizado na TV Difusora permitiu que os candidatos tivessem embates diretos. Líder nas pesquisas de intenção de voto, Flávio Dino falou sobre seu Programa de Governo. Com destaque para o Programa “Mais Médicos Estadual”, sobre o qual Flávio Dino fez questão de frisar a instalação da carreira estadual para os médicos que trabalharem no Maranhão.

Outro tema abordado pelo candidato de oposição ao grupo Sarney foi o Programa Água para Todos, que vem se destacando como a principal proposta do candidato e foi tema de um de seus primeiros programas eleitorais.

Edinho Lobão (PMDB) usou o debate realizado em sua emissora para trazer questões que considera importantes para diminuir a diferença de intenção de votos em relação a Flávio Dino. Na pergunta feita ao candidato do PCdoB, Lobão Filho voltou ao tema “comunismo”, postura esta que vem sendo duramente criticada pelos telespectadores.

Sob o ponto de vista das propostas, Edinho Lobão frisou logo no primeiro bloco um de seus programas que seria o “Alô, doutor”, para realização de atendimento médico por telefone. A proposta foi criticada por Flávio Dino e Antonio Pedrosa (PSOL), que destacaram que os problemas da saúde pública “não poderiam ser resolvidos por telefone”. Entre outras críticas, Dino afirmou que o programa proposto por Edinho fere o Código de Ética do Conselho Federal de Medicina.

Já Pedrosa utilizou o debate para tratar em especial de questões agrárias e fundiárias, destacando a produção agrícola de pequeno e médio porte.

Negócios com o Governo

Outra crítica feita por Dino ao candidato Edinho Lobão foi o uso de empresas suas para fazer negócios com o Governo do Estado, hoje administrado por Roseana Sarney, sua aliada política.

Outro questionamento feito por Dino foi quanto à posse da TV Difusora, que pertence a Edinho Lobão. Dino questionou a forma como Edinho Lobão adquiriu a TV Difusora. “Quando eu for governador, eu não vou usar a minha família para negócios no governo,” completou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.