Núcleo do Sinproesemma em Paço do Lumiar realiza pesquisa sobre volta às aulas na rede municipal de ensino


O núcleo do Sinproesemma em Paço do Lumiar realizou pesquisa com os trabalhadores em educação do município para saber a opinião da comunidade escolar sobre o retorno das aulas presenciais no município.

A pesquisa abrangeu trabalhadores em educação de todas as áreas da rede de ensino de Paço do Lumiar, como coordenadores pedagógicos, cuidadores, merendeiros e professores e segundo a avaliação desses profissionais, 76,5% não são favoráveis ao retorno das aulas presenciais no mês de setembro. Em contrapartida, 23,5% se dizem favoráveis ao retorno das aulas.


Entre as justificativas explanadas na pesquisa para o não retorno às aulas, os trabalhadores em educação enfatizam as condições de infraestrutura da rede municipal em Paço do Lumiar, os perigos das variantes da Covid-19, a necessidade de imunização completa da comunidade escolar, falta de protocolo de biossegurança efetivo na rede municipal.

“Após encontro com a secretaria de Educação sobre o retorno das aulas presenciais resolvemos ouvir a nossa categoria sobre essa volta às aulas. Pela nossa pesquisa, percebemos que a comunidade escolar ainda está com receio da volta presencial da rede municipal. Iremos solicitar uma nova reunião com a secretária para debater esse retorno”, disse Jori Mary, coordenadora do núcleo do Sinproesemma em Paço do Lumiar.

Já a secretária de Educação de Paço do Lumiar, Arsênia Formiga disse estar aberta ao diálogo e que todos os esforços estão sendo feitos para que o retorno seja feito de forma segura.

Encontro

No início do mês de agosto, o núcleo do Sinproesemma em Paço do Lumiar participou de encontro com a Secretaria de Educação de Paço onde foi tratado sobre o planejamento do retorno das aulas presenciais na rede pública do município. Também estavam presentes no evento, representantes do Conselho Municipal de Educação (CME) e a Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS).

Durante o encontro foi frisado que o retorno das aulas em Paço do Lumiar seria de forma híbrida e seguindo as normas de segurança sanitárias prevista no Plano Estadual e Municipal de combate ao Corona Vírus.

Segundo o presidente do Sinproesemma, Raimundo Oliveira, a retomada das aulas é um importante passo, mas é necessário ter as condições sanitárias e de infraestrutura.

“A pesquisa mostra o receio de parte da nossa categoria, por isso é importante manter o diálogo com os profissionais da educação para dar continuidade ao planejamento para a retomada das aulas. Ressaltamos que inicialmente essas aulas devem seguir o mesmo formato aplicado na rede estadual, sendo de forma híbrida e seguindo todas as normas de biossegurança, com a adoção do distanciamento social, uso da máscara e higienização com álcool em gel e revezamento”, ressaltou Oliveira.





Fonte: https://www.sinproesemma.org.br




Comentários

  1. As crianças se tornando analfabetas. Como o lula.
    Esquerdalha vigarista.
    E junto vão venerando o diabo manquitola do PeTismo. E esse pobre Belzebu não deixa de ser útil algumas vezes para o PT.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Dia o que você achou dessa matéria!