quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

TIJOLAÇO: MAIA SINALIZA A TEMER QUE NÃO ESTÁ DISPOSTO A SER ATROPELADO





"Rodrigo Maia mandou sinais – quase um coice, aliás – a Michel Temer de que não está disposto a ser atropelado como foi na decretação da intervenção federal no Rio de Janeiro", diz Fernando Brito, editor do Tijolaço; "Diante da pauta 'fake' de "15 propostas econômicas" mandada distribuir ontem pelo Palácio do Planalto como "compensação" pelo fim da reforma previdenciária, soltou o verbo no G1: 'Nem conheço as 15 [propostas]. Nem li, nem vou ler'"

Por Fernando Brito, do Tijolaço - Rodrigo Maia mandou sinais – quase um coice, aliás – a Michel Temer de que não está disposto a ser atropelado como foi na decretação da intervenção federal no Rio de Janeiro.

Diate da pauta “fake” de “15 propostas econômicas” mandada distribuir ontem pelo Palácio do Planalto como “compensação” pelo fim da reforma previdenciária, soltou o verbo no G1:

“Nem conheço as 15 [propostas]. Nem li, nem vou ler”.

Disse que a “pauta” foi “um abuso” e um “desrespeito ao parlamento, já que os projetos já estão aqui e nós vamos pautar aquilo que nós entendermos como relevante, no nosso tempo”.

Nem mesmo os remendos na Previdência que o governo espalhou na mídia – avisem á Miriam Leitão – vão ser votados, segundo Maia.

O governo não tem voto para votar a reforma da Previdência, não dá para ficar criando espuma com a sociedade num tema tão grave como esse. Ou o governo vai apresentar os votos ou eu não vou ficar discutindo, mesmo que por projeto de lei, algo que eu não sei se o governo tem maioria para votar.

Por quê isso? Tem eleição e Maia não vai dar de barato o tempo de televisão do DEM.


Fonte: 247

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.