quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

SECRETÁRIO DE PIMENTEL ACUSA TEMER DE TENTAR CRIAR O CAOS EM MINAS





O secretário de Planejamento de Minas, Odair Cunha, afirmou que o bloqueio de recursos de Minas Gerais foi entendido pelo governo do Estado como uma "intervenção financeira" do governo Michel Temer; Cunha afirmou que, com a medida, o governo federal quer implementar "o modelo do caos do Rio de Janeiro"; "estamos assistindo com essa medida deliberada e irresponsável do governo Temer é a um anúncio de um processo intervencionista, porque não se pode de maneira sorrateira bloquear recursos que significam investimento em saúde, educação e segurança pública", disse Cunha

 O bloqueio de recursos de Minas Gerais foi entendido pelo governo do Estado como uma "intervenção financeira" do governo Michel Temer.

Em entrevista, o secretário de Planejamento de Minas, Odair Cunha, afirmou que, com a medida, o governo federal quer "o modelo do caos do Rio de Janeiro".

A administração do governador Fernando Pimentel (PT) se recusa a vender estatais para equilibrar as contas públicas e acusa a gestão Temer de "fechar o cerco" para isso.

"É um tratamento desrespeitoso, ilegal e irresponsável. O bloqueio demonstra a maneira irresponsável com que o governo Temer tem tratado o governo de Minas.

Porque R$ 6 bilhões significam o colapso total de todos os serviços em Minas Gerais. Se eles estão entendendo que o modelo do caos do Rio de Janeiro é o modelo ideal para o Brasil, é o que eles estão querendo com essa intervenção financeira.

O que estamos assistindo com essa medida deliberada e irresponsável do governo Temer é a um anúncio de um processo intervencionista, porque não se pode de maneira sorrateira bloquear recursos que significam investimento em saúde, educação e segurança pública", disse Cunha.

As informações são de reportagem de Carolina Linhares na Folha de S.Paulo.



Fonte: 247

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.