terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

PGR E TCU DÃO AUXÍLIO-MORADIA MESMO A QUEM TEM IMÓVEL PRÓPRIO





A distribuição de auxílio-moradia a quem tem imóvel próprio na cidade que trabalha também acontece na cúpula da PGR (Procuradoria-Geral da República) e com ministros do TCU (Tribunal de Contas da União), órgãos de controle e fiscalização; levantamento mostra ue eles recebem a ajuda extra de R$ 4.378 por mês, além do salário; entre os beneficiados estão o presidente do TCU, Raimundo Carreiro

Integrantes da cúpula da PGR (Procuradoria-Geral da República) e ministros do TCU (Tribunal de Contas da União), órgãos de controle e fiscalização, recebem auxílio-moradia dos cofres públicos mesmo tendo imóvel próprio no Distrito Federal, onde trabalham.

Segundo levantamento feito pela Folha em cartórios e contracheques, eles recebem a ajuda extra de R$ 4.378 por mês, além do salário, sendo que alguns têm até mais de uma casa na capital federal. No TCU, três de nove ministros ganham o benefício mesmo tendo propriedade em Brasília. Na PGR, são dez membros da atual cúpula que estão na mesma situação.

O levantamento considerou subprocuradores-gerais da República, além da atual procuradora-geral, Raquel Dodge, e de seus dois vices. Procurados via assessoria dos órgãos, procuradores e ministros não se manifestaram. Tanto PGR quanto TCU dizem que os pagamentos seguem a lei.

Entre os beneficiados estão o presidente do TCU, Raimundo Carreiro, o vice-procurador-geral eleitoral da Procuradoria, Humberto Jacques de Medeiros, e outros subprocuradores, como Ela Wiecko, Geraldo Brindeiro e Nicolao Dino, que disputou a vaga de sucessor de Rodrigo Janot, procurador-geral até setembro do ano passado.

As informações são de reportagem de Ranier Bragon e Camila Mattoso na Folha de S.Paulo.


Fonte: 247

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.