sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Sinproesemma e Seduc iniciam debates sobre Campanha Salarial 2018


Dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) reuniram-se na tarde de quarta-feira (03), com o secretário de Estado da Educação em exercício, Wiliandickson Azevedo, e o presidente da Central Permanente de Licitação do Estado (CCL), professor Odair José, para a primeira reunião de trabalho do ano entre sindicato e representantes do Governo do Estado, um dos temas principais tratado pelo Sinproesemma durante o encontro foi a Campanha Salarial de 2018.

A recomposição salarial foi o primeiro ponto tratado pelo presidente do Sinproesemma, Raimundo Oliveira, com base na portaria nacional nº 1.595 de 28 de dezembro de 2017, que atualizou o valor do Piso Salarial Nacional do Magistério Público da Educação Básica, para o exercício de 2018, para R$ 2.455,35, um acréscimo no valor de 6,81% em relação ao ano passado.

Ainda com base na portaria 1.595/17 o secretário em exercício Williandckson Azevedo, informou aos dirigentes sindicais que, "Está sendo feito um estudo técnico pelo governo acerca do impacto financeiro, levando em conta o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) que deve ser apresentado brevemente ao governador", destacou.



“Discutimos pontos importantes, quanto ao reajuste, a cobrança do Sinproesemma é para que seja feito em cima do vencimento, por que aí repercute tanto na titulação, quanto, no tempo de serviço, e evidentemente em outras gratificações que nós professores temos direito,

 quanto ampliação e unificação, queremos que a manutenção dessa política seja contínua no calendário do governo em 2018, defendemos a automaticidade das progressões, de forma que o governo possa corrigir dentro do quadro da carreira do professor, o enquadramento correto na referência correspondente ao tempo de serviço e logo no início do ciclo, de cada período que ele tem direito”, destacou o presidente do Sinproesemma.

“A reunião foi positiva e o diálogo entre as partes tem construído muitas políticas importantes que estão sendo implantadas em todo o estado e na área da Educação”, pontuou o presidente da (CCL), professor Odair José.

A Pauta não foi discutida na sua totalidade, por que sindicato ainda está no processo de análise com a categoria para a sua construção, mas nesse primeiro encontro com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), já foram adiantados alguns pontos no sentido de reivindicar junto ao governo o cumprimento da pauta na sua integralidade como: A atualização do vale transporte, instituição da gratificação por condições de trabalho aos gestores escolares, ampliação e unificação de matrículas, concurso público e progressões. regionalização do atendimento à saúde do servidor para todo o estado nas áreas de oncologia e pediatria, um antigo pleito do sindicato, entre outros temas.

“Essas especialidades não contemplam os servidores, que se dirigem para a Fundação Jorge Dino ou para o hospital Dutra, é importante que haja um esforço do governo no sentido de ofertar essas especialidades ao conjunto dos servidores públicos”, destacou a Secretária de Representação dos Núcleos Municipais do Siproesemma, professora Janice Nery.

Para a secretária da Secretaria de Aposentados do Sinproesemma, Eunice Brussio, o ponto mais importante da reunião, foi dar o pontapé inicial para as discussões acerca do reajuste salarial 2018, “A reunião foi bem proveitosa por que tivemos aqui um parecer de continuação das pautas que construímos em 2017, como as progressões e titulações e o mais importante a sinalização positiva acerca do reajuste 2018”, pontuou a professora.

Já para secretário dos Servidores Técnicos e de apoio da entidade, José Raimundo Nascimento Sousa,“A reunião foi positiva já que o governo se comprometeu em estudar uma forma de contemplar os pleitos da categoria como por exemplo a retomada da formação técnica do Pro-funcionário e a sua formação superior no nosso estado, entre outros itens da Campanha Salarial 2018”, pontuou.

“Avançamos nessa primeira reunião, nos itens que nós pretendemos aprovar em 2018. Discutimos também sobre reformas e estrutura das escolas, item importante para a qualidade da educação, que teve avanços nos últimos anos. Também tratamos sobre projetos para funcionários da educação e da importância da formação continuada para professor”, complementou a secretária-geral, Izabel Lins.

Para dar continuidade às negociações foi agendada uma segunda reunião para a próxima quinzena de janeiro, entre sindicato e governo. A reunião contou ainda com a presença da vice-presidente do Sinproesemma, professora Hildenete Rocha.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.