segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Em São Luís, dois Atos Públicos devem marcar paralisação geral contra Reforma da Previdência de TEMER nessa Terça (5)



Povo na Rua contra Temer e suas Reformas golpistas


A sociedade brasileira sairá uma vez mais às ruas para protestar contra a Reforma da Previdência de Michel Temer na Terça Feira (5). 

Em todo o País trabalhadores Estudantes, Professores, Trabalhadores Rurais, Mulheres, Jovens, idosos, LGBTS, partidos políticos, famílias, ao lado das Centrais Sindicais (CTB, CUT, Força Sindical, NCST, CSB, UGT, CGTB), Sindicatos, Federações e os Movimentos Sociais tomarão as ruas do País para dizer em alto e bom som que o povo brasileiro é contra a proposta de Reforma de Temer. 

No Maranhão estão previstos para acontecer Atos Públicos na s principais cidades do Estado.



Joel, CTB/MA


Em São Luís, as Centrais confirmam que farão dois Atos Públicos Unitários a partir das 06:00 da manhã. De acordo com Frazão Oliveira, Presidente da Força Sindical no Maranhão "Uma frente de ação atuará na interdição da BR-135, na altura do Km 5, imediações da Villa Esperança, a partir das 06:00.


Joel Nascimento Presidente da CTB no Maranhão complementa que a segunda ação se dará com Ato Público e interdição na Barragem do Bacanga também a partir das 06:00.



Frazão, FS/MA


Frazão é enfático quanto à participação da população nos Atos convocados para essa Terça Feira (5) em todo o País. "Temos a certeza que nas ruas iremos derrotar Temer e sua Reforma da Previdência precarizante e que tem o intuito de impedir a aposentadoria do trabalhador e da trabalhadora.", diz o Sindicalista.


Joel Nascimento reafirma a necessidade da sociedade mostrar seu repúdio publicamente a Temer e aos parlamentares que insistem nessa sandice.  "Mantivemos a atividade para o dia 5 por entender que nas ruas mostraremos a todos que o Brasil não apóia essas reformas e que mesmo com o adiamento, que já é resultado da pressão do povo sobre os parlamentares, nós não daremos trégua ao golpista Temer e seus comparsas de golpe. Todos às ruas dia 5 contra Temer e sua Reforma da Previdência.", convoca o Dirigente Sindical. 

O certo é que sem apoio popular, Temer enfrenta a revolta da sociedade que não aceita as mentiras do golpista contra a seguridade social brasileira.




do blog do Mardme Ramalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.