segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Hospital de Traumatologia e Ortopedia oferece cirurgias plásticas reparadoras


Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO) completamente equipado

Inaugurado semana passada, o Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO), uma unidade inédita no Maranhão para atender casos de alta complexidade nas referidas áreas, além de oferecer outros procedimentos cirúrgicos, disponibiliza a seus pacientes cirurgias plásticas reparadoras.

Esta plástica corrige lesões ocasionadas por fraturas expostas em que houve a perda de pele e músculo. São procedimentos em que a cirurgia plástica recupera as funções, e ainda restabelecer a forma mais próxima possível do normal. O cirurgião plástico responsável pelas reparações é o dr. Jair Garcez, especialista em enxertos de peles moles, explica que este procedimento é fundamental para o restabelecimento da funcionalidade da parte do corpo afetada.

“O objetivo final da cirurgia reparadora é recuperar todas as funções perdidas e também os contornos originais da parte afetada antes do trauma sofrido pelo paciente. Durante o procedimento o cirurgião repara, em primeiro lugar, as partes moles, como músculos, gorduras, tendões e nervos, que precisam ser corrigidas nas primeiras seis horas, período em que há uma possibilidade de maior de fixação. Após 12 dias, o especialista inicia a cirurgia reparadora”.

A chegada do HTO vai desafogar a fila por cirurgias. Em 2014, eram apenas 30 cirurgias por mês. Com o novo prédio, a rede pública estadual na capital passa das atuais 80 cirurgias por mês para 400, a capacidade é multiplicada por cinco.

Para o cirurgião Jair Garcez, a espera de muitos pacientes na área reparadora também vai acabar. “O Governo entregou um hospital completo, de alta resolutividade para a população, com uma equipe formada por ortopedistas e cirurgiões plásticos. O tratamento ocorrerá de forma integral com a saída do paciente para casa 100% restabelecido”, afirmou o médico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.