sexta-feira, 4 de agosto de 2017

A justiça dos homens é a mesma que há dois mil anos atrás!



LGRB: Lula de Garanhuns, Rei dos Brasileiros (lembrando a inscrição na cruz, INRI, Jesus Nazareno Rei dos Judeus).  Achei desnecessário mas o povo é quem vai dizer em 2018, se trata do "rei" das urnas ou não. Mas quero aqui falar de outro aspecto dessa ilustração.

Essa ilustração creio que não compara o incomparável, "Jesus Cristo" é único. E nunca, jamais, poderá um ser vivente, ser comparado à ele. Ele sim, se rebaixou a condição de homem com o objetivo de salvar a humanidade. 

Mas como sabemos, foi igualado a ladrões e assassinos, o colocaram na cruz que era o tratamento que davam para os criminosos à época. Não diferentemente de hoje, quando alguns culpados são absolvidos como vimos recentemente, e muitos inocentes são condenados. Essa é a justiça do homem que tem vários pesos e várias medidas, independentemente da culpa ou inocência. Vejo essa ilustração como um lembrete de que o tempo passa e a justiça dos homens continua a mesma! Primeiro condena e mata, depois investiga.

Não sei se a analogia da revista é essa, pois ainda não comprei esse número, mas esse é o meu ponto de vista sobre a ilustração, assim como colocaram o Lula, poderia ser um negro pobre e pai de família ou a exemplo o Rafael Braga, que vai cumprir 11 anos de prisão por ter pego uma garrafa de desinfetante Pinho: http://bemblogado.com.br/…/emblematico-caso-rafael-braga-n…/
Essa é a justiça dos homens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.