quarta-feira, 19 de julho de 2017

Sem prestígio: Temer vai a jantar na casa de Maia, mas ninguém abre a porta




Quando se afirma que Michel Temer, além de ilegítimo, está enfraquecido e sem moral, não é força de expressão. Na noite da terça-feira (18), ele foi participar de um encontro na residência oficial do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A situação ficou tão feia que ninguém veio abrir a porta para Temer.

A sequência de imagens publicadas pelo Poder 360 mostram o próprio Temer, que se encontra na condição de Presidente da República, precisou abrir a porta para entrar. Já é incomum um presidente ir ao encontro, pois geralmente, por força do cargo, são as pessoas que vão ao encontro do presidente. Agora, ter que abrir a porta é realmente significativo.

O jantar tinha como objetivo tentar amenizar o desentendimento que se instaurou nos bastidores entre Temer e Maia. Maia estava tentando atrair um grupo de deputado do PSB para o DEM. Esse grupo ainda apoia o governo Temer mesmo com a orientação da direção do partido se posicionando contrária.

No entanto, Temer resolveu ir até a casa da líder da sigla, a deputada Tereza Cristina (PSB-MS), nesta terça-feira (18), para furar o olho de Maia e convidar o grupo - em troca sabe-se lá do que - a ingressar no PMDB, com o objetivo de salvar a sua pela da denúncia da Procuradoria-Geral da República por corrupção passiva, que deve ir a votação do plenário em agosto.

Maia deixou claro que ficou incomodado com a atuação de Temer, e a turma do "deixa disso" entrou em ação propondo um jantar para diminuir a tensão. A interlocutores, o deputado criticou: “O governo só quer lealdade se for a favor dele”.

Maia fez questão de registrar sua insatisfação com o peemedebista.

Além dos presidentes da República e da Câmara, comparecem os ministros Antonio Imbassahy (Segov), Moreira Franco (Secretaria Geral da Presidência), Bruno Araújo (Cidades), o líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), e o deputado Raimundo Gomes (PSDB-CE).

Antes da reunião, Rodrigo Maia recebeu deputados do DEM e do PSB. Entre eles, estavam o ministro das Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, e os deputados José Carlos Aleluia (DEM-BA), Carlos Melles (DEM-MG), Fabio Garcia (PSB-MT), Danilo Fortes (PSB-CE), Heráclito Fortes (PSB-PI).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.