quarta-feira, 7 de junho de 2017

TSE analisa 4 das 7 preliminares no primeiro dia de julgamento da chapa Dilma Temer





















EBC


A primeira sessão do julgamento do pedido de cassação da chapa Dilma-Temer durou pouco mais de três horas. Nela, os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) conheceram o relatório do ministro Herman Benjamin e analisaram quatro das sete questões preliminares apresentadas pelas defesas. Todas foram rejeitadas por unanimidade.

Gustavo Guedes, que defende o presidente Michel Temer, destacou que nesta quarta-feira (7) o debate no Tribunal Superior Eleitoral vai se concentrar na validade das provas obtidas a partir dos depoimentos dos executivos da construtora Odebrecht.

Tanto os advogados de Temer quanto os de Dilma Rousseff questionam o acréscimo de provas durante o processo. Entre elas, os depoimentos de executivos da Odebrecht e do casal de publicitários João Santana e Mônica Moura. Eles prestaram depoimentos ao TSE após fecharem acordos de delação premiada na Lava Jato.

Os advogados de Michel Temer pedem, ainda, que a prestação de contas dele seja analisada separada de Dilma. Tradicionalmente, o tribunal analisa as contas da chapa em conjunto.


Para Flávio Caetano, que defende Dilma Rousseff, a análise das contas só será feita separadamente se o pedido de cassação for considerado procedente. O advogado acredita que o julgamento deve ser concluído ainda nesta semana, a menos que apareça alguma nova prova.

A sessão desta quarta começa às 9h e segue até o fim da manhã, começo da tarde, para não atrapalhar a sessão plenária do Supremo Tribunal Federal. Para amanhã, estão previstas mais duas sessões de julgamento do pedido de cassação da chapa Dilma-Temer, no TSE. Uma às 9h e outra às 19h.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.