sexta-feira, 2 de junho de 2017

Sinproesemma cobra regularização dos processos de unificação

Presidente do Sinproesemma Raimundo Oliveira 

A direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) cobra celeridade no processo de unificação de matrícula, fruto de conquista do sindicato, para garantir a efetivação do enquadramento dos servidores à nova jornada de 40 horas semanais.

Em resposta à cobrança do presidente do Sinproesemma, Raimundo Oliveira, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informou que, devido à tramitação do processo de unificação, conforme estabelecido em edital, a Secretaria de Gestão e Previdência (Segep) efetuou a suspensão do salário da matrícula mais nova, que será exonerada, para prosseguir com a ampliação da matrícula mais antiga.

Por outro lado, o governo confirmou a regularização do pagamento do salário da matrícula ampliada para o regime de 40 horas semanais após a publicação do ato de exoneração e desligamento da matrícula mais recente, garantindo o retroativo ao primeiro dia de maio, em folha suplementar até o dia 15 de junho.

Ainda segundo informações do governo do Estado, a folha de pagamento do mês de junho já deverá contemplar a correção dos vencimento para a jornada de 40 horas semanais.

“O Sinproesemma está cobrando a celeridade no processo de efetivação das unificações para garantir o acesso do professor a mais uma conquista do nosso sindicato. Ao lado disso, também cobramos a abertura de mais vagas para ampliação e unificação, ampliando as oportunidades aos servidoresque desejammigrar para o regime de 40 horas semanais ou regularizar a situação daqueles que sofrem processos de acúmulo de matrículas”, assegura o professor Oliveira
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.