quinta-feira, 22 de junho de 2017

Em cadeia nacional, PSB pedirá renúncia de Temer e eleições diretas


No programa de rádio e TV do PSB, que será exibido na noite desta quinta-feira (22), a legenda vai pedir a renúncia de Michel Temer e defenderá a realização de eleições diretas para Presidência da República.

Foto: Agência SenadoSenadora Lídice da Mata (PSB-BA) rechaça reformas

Na avaliação do PSB, Temer deve renunciar por ter perdido “as condições éticas de liderar o país”. a sigla também vai reforçar em cadeia nacional a sua posição contrária Às reformas trabalhista e previdenciária apresentadas pelo governo.

No programa, a senadora Lídice da Mata (BA), por exemplo, faz críticas à agenda reformista proposta por Temer, que, segundo ela, retira direitos dos trabalhadores e piora as condições de vida e trabalho da mulher.

“Nós, socialistas, assumimos aqui um compromisso: no que depender da luta do PSB, essas reformas contra o povo não passarão”, diz a parlamentar.

Ainda de acordo com a legenda, a realização de eleições diretas é a única alternativa para “impedir que as interferências do poder econômico continuem valendo mais do que a vontade da população e ditando os rumos do país”.

Apesar da posição majoritária do partido de desembarque do governo, algumas lideranças da cúpula permanecem o governo, como é o caso do ministro de Minas e Energia Fernando Coelho Filho (PSB-PE).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.