quarta-feira, 17 de maio de 2017

Cabo Campos recebe homenagem do Corpo de Capelães Oficiais do Brasil




Cabo Campos recebe homenagem do CCCOB durante sessão solene


O deputado estadual Cabo Campos (DEM) comemorou, na quinta-feira (11), junto a integrantes do CCOB (Corpo de Capelães Oficiais do Brasil) o terceiro aniversário da instituição. A solenidade aconteceu no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Maranhão (ALEMA).

Durante a solenidade, o comandante do CCOB, Sérgio Lobato entregou diplomas de honra ao mérito ao deputado Cabo Campos, capelães e civis que contribuem para o bom desenvolvimento das atividades da Capelania. Os homenageados foram escolhidos durante reunião da Comissão do Corpo de Capelães.

Atualmente, a entidade filantrópica conta com 130 capelães, entre pastores, padres, missionários, evangelistas, levitas, que desenvolvem um trabalho de evangelização voluntário.

— São três anos de muitas vitórias do Corpo de Capelães Oficiais do Brasil. Ao nosso comandante, Coronel Sérgio Lobato, quero agradecer a parceria, saudo os nossos bombeiros mirins que aqui estão, porque o CCOB também tem essa dinâmica de trabalhar com crianças, além de quartéis, clinicas de reabilitação, hospitais e penitenciárias. Onde tiver uma alma, poderá ter um membro do Corpo de Capelães Oficial do Brasil — destacou o deputado Cabo Campos

O Capitão Mestre Sérgio Lobato, comandante geral do CCOB, explicou que a instituição tem como missão transmitir o amor de Deus pelos seus filhos, levando palavras de amor, esperança e motivação para todas as pessoas.

— O objetivo principal da CCOB é transmitir o amor, as bênçãos, independente de credo. O principal é Jesus Cristo. É adorar, louvar e engrandecer o nome dEle. Porque esta é uma instituição dada por Deus, onde Ele é o verdadeiro comandante, o comandante superior. Hoje é dia de agradecer por todas as bênçãos derramadas. As batalhas são muitas e não são fáceis — declara o comandante.

— Se temos avançado, se temos trabalhado, é porque Deus está à frente dessa instituição. São três anos de luta, onde estamos trabalhando nos hospitais, nos presídios, nas escolas, buscando aquelas pessoas. Existem locais onde o Estado não consegue entrar. E são nesses locais que nós entramos, levando a palavra que liberta, salva e transforma. Nós pretendemos avançar ainda mais. Vocês, capelães, são peças fundamentais para que o Estado do Maranhão possa viver dias melhores. A sociedade clama e nós estamos aqui para dar essa resposta — afirmou o capelão Freitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.