quinta-feira, 25 de maio de 2017

Cabo Campos participa de comemoração pelo Dia da Infantaria e destaca importância do 24º BIL em discurso na Assembleia







O deputado estadual Cabo Campos (DEM) parabenizou, nesta quinta-feira (25), o 24º BIL (Batalhão de Infantaria Leve) pelo Dia da Infantaria, a “Rainha das Armas”, comemorado nessa quarta-feira (24). Durante o Tempo dos Blocos, o parlamentar falou sobre o convite para participar da solenidade comemorativa e fez um resgate histórico da mais antiga força combativa do Exército Brasileiro.

“Ontem, dia 24, tive a honra de ser convidado pelo comandante do 24º Batalhão de Infantaria Leve, Tenente Coronel Marcos Vinícius, para comemorar o Dia da Arma de Infantaria, que é tão antiga quanto a própria guerra. Caracterizada, desde o início, pelo combate aproximado, ela se mostra indispensável na resolução de conflitos da atualidade, justificando assim a denominação de ‘Rainha das Armas’”, ressaltou o parlamentar.

Durante o discurso, Campos fez menção honrosa ao Patrono da Infantaria, Brigadeiro Antônio de Sampaio, e destacou a dedicação dos jovens que servem o Exército, qualidades que se assemelham a de Sampaio, exemplo de militar e cidadão brasileiro a ser seguido pelos demais combatentes da Infantaria.

“Em face da degradação social, falta de respeito e hierarquia, ver aqueles jovens recebendo suas boinas e prontos para servir a Pátria, com toda sua força operacional, é uma satisfação imensa e muito me alegra. O 24º BIL tem história, é uma força amiga e nós temos que valorizá-la”, declarou o deputado.

O Dia da Infantaria

A infantaria é composta por soldados preparados para o combate em diversos tipos de terreno e sob as mais variadas condições meteorológicas. Atualmente, a Rainha das Armas está subdividida em Paraquedista, Leve, Blindada, Mecanizada, de Selva, de Caatinga, Pantaneira, de Montanha, de Polícia do Exército e de Guarda.

De acordo com o Exército Brasileiro, a data comemorativa foi escolhida em homenagem ao seu Patrono, o Brigadeiro Antônio de Sampaio, jovem cearense que iniciou a sua carreira aos 20 anos, alistando-se voluntariamente como praça no 22º Batalhão de Caçadores, sediado em Fortaleza, e através de sua resistência, altruísmo e austeridade, conquistou, por mérito, todos os postos da carreira militar no Exército.

“Sua principal atuação foi na Guerra do Paraguai, já como Brigadeiro, quando comandou a 3ª Divisão do Exército Imperial. Durante a Batalha de Tuiuti, a maior batalha campal travada na América do Sul, Sampaio foi gravemente ferido no dia do seu aniversário. O militar foi transportado para Buenos Aires, vindo a falecer a bordo do vapor Eponina, antes de sua chegada à capital argentina”, destacou a força armada em publicação.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.