terça-feira, 2 de maio de 2017

Cabo Campos destaca escalonamento vertical e data base como fruto da manifestação da PM e CBMMA de 2011



Após seis anos da grande Greve Geral dos policiais militares e oficiais do Corpo de Bombeiros do Maranhão ocorrida em 2011 a categoria ainda colhe os bons frutos daquela que foi a maior paralisação de categorias no Estado,  quando na noite do dia 23 de novembro de 2011 PMs e bombeiros tomaram a Assembleia Legislativa para lutar por seus direitos.

Na pauta de reinvindicação dos grevistas itens como: o aumento salarial de 30%, referente a perdas salariais, modificação de critérios de promoção e reorganização do quadro de oficiais, implementação da jornada de trabalho de 44 horas semanais, eleição do Comandante Geral da Polícia Militar, entre outros benefícios, conforme acordo entre governo e grevistas à época.

Entre outros benefícios conquistados o Escalonamento Vertical hoje é uma realidade da lei de remuneração da PMMA.

Escalonamento Vertical e Data Base

Um dos líderes do movimento Cabo Campos lembrou a importância desse dia 1º de maio para a categoria.

“Nesse mês de maio no dia 1°, comemoramos o dia do trabalhador, com a satisfação de saber que esta é a data da Data Base dos militares. Mais uma conquista fruto do movimento de 2011 na Assembleia Legislativa. Na época, passamos 3 anos sem qualquer tipo de recomposição salarial e hoje, temos o avanço no valor do contracheque do soldado de R$ 4019,00, ultrapassando os 24% do valor do escalonamento vertical que foi o principal motivo da nossa paralisação no ano de 2014”, lembrou o deputado.

Escalonamento vertical é  o item que destribui e organizada  na ordem justa os vencimentos, salários, remuneração ou subsídios dos policiais militares e bombeiros no MA. Um importante ganho proporcionado através de mais uma mesa de negociação com  intermédio do Cabo Campos na greve de 2011.

“Lembro que esta última conquista foi proporcionada pela negociação entre as associações e o Governo do Estado por intermédio nosso”, finalizou Campos.

De acordo com o Escalonamento Vertical em 2017 o subsídio do soldado chegou ao valor de  R$ 4.19,00.

Data Base

A data base de uma categoria é a data destinada a correção salarial,  discussão e revisão das condições de trabalho fixadas em acordo com o empregador, um direito de todo o trabalhador. No Maranhão não existia, a Polícia Militar do Maranhão era uma categoria que não tinha esse benefício.

Os salários estavam congelados há três anos, um dos principais motivos da greve de 2011. Como um dos líderes do movimento de 2011, Cabo Campos teve um papel fundamental  para a legitimação  da pauta de reivindicações.

O Cabo intermediou inúmeras reuniões com Governo do Estado ao lado dos demais líderes e das Associações. A participação do Cabo foi tão forte que o governo mandou prendê-lo  achando que assim, iria tirar as forças do movimento. Mas a reação da categoria foi contrária, indignados os policiais e bombeiros militares se fortaleceram ainda mais. Resistiram e saíram vitoriosos naquela que foi a maior greve já vista no Maranhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.