quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Sinproesemma entrega pauta da Campanha Salarial 2017 ao governo do Estado e cobra reajuste Publicado em 01/fev/2017

Diretores do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) entregaram ao secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, a pauta de reivindicação da Campanha Salarial 2017. O documento, entregue na manhã desta quarta-feira, 1, é resultado das 18 assembleias regionais que ocorreram entre os dias 25 a 31 de janeiro e aprovaram a necessidade do Sinproesemma lutar pela garantia do reajuste salarial.



Segundo a presidenta do Sinproesemma, Benedita Costa, a pauta reúne vários itens que expressam os anseios dos trabalhadores em educação, mas a prioridade é cobrar o reajuste da categoria. “A nossa luta é garantir o reajuste ainda na folha de pagamento de fevereiro e encontrar uma forma para assegurar a recomposição de 2016”, afirmou.



Em resposta à cobrança do sindicato por uma definição sobre o reajuste salarial, Felipe Camarão disse que o governo apresentará, ainda nesta quarta-feira, uma posição sobre o tema ao Sinproesemma.


Conheça a pauta completa:

1. Recomposição salarial de 19,87%, referente a 2016 e 2017;
2. Cumprimento da implantação das gratificações do Estatuto do Educador: Área de Risco, Educação Especial, Difícil Acesso, Dedicação Exclusiva para professores em Escola de Tempo Integral;
3. Concessão das Promoções, Titulações e automaticidade das Progressões;
4. Cumprimento da Gratificação do Profuncionário de 30% para os funcionários do CINTRA;
5. Recomposição salarial para os funcionários da educação;
6. Extensão da oferta do Programa Profuncionário a todas regionais;
7. Implantação do Curso de Tecnólogo em Processos Escolares para funcionário de escola;
8. Implantação da formação continuada como política permanente na rede estadual;
9. Concurso público permanente para todas as áreas da Educação;
10. Ampliação e efetivação da política de combate à violência na escola;
11. Fim da terceirização na educação;
12. Garantir Vale Alimentação aos profissionais da educação;
13. Implantar nos Centros de Ensino a Universalização da Internet e Laboratórios de Robótica, Tecnologia, dentre outros;
14. Regionalização do atendimento à saúde do Servidor Público;
15. Garantir condições dignas de trabalho com melhorias na estrutura material e física das Unidades Escolares;
16. Ampliação de vagas para Unificação de duas matrículas;
17. Manutenção da ampliação de matrícula;
18. Não adoção por parte do governo do Estado às Reformas do Ensino Médio pelo governo Temer;
19. Pela manutenção da Aposentadoria Especial dos Profissionais do Magistério.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.