quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Professor descontrolado e inimigo dos educadores tenta intimidar presidente do Sinproesemma e desrespeita educadores do interior do Maranhão

Antonísio



Depois de conseguir tumultuar as eleições no Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma), em represália por não ter conseguido formar sua chapa para a disputa, o professor Antonísio Furtado faz confusão na assembleia de prestação de contas do sindicato, realizada na manhã de terça-feira (20), no Grand São Luís Hotel.

Além de prejudicar o pleito, causando grande prejuízo financeiro ao sindicato, Antonísio e sua pequena turma, que não têm votos, não têm adeptos e só sabem fazer barulho em assembleia, agridem o presidente do Sinproesemma, professor Julio Pinheiro, com ataques e ameaças. Com a mão no rosto do professor Julio, Antonísio tenta intimidá-lo fisicamente.

Apesar dos tumultos do professor Antonísio, a prestação de contas do sindicato foi aprovada pela maioria dos associados presentes na assembleia. Depois de sair derrotado na votação, Antonísio busca visibilidade em blog sensacionalista com o único intuito de ferir publicamente a imagem do professor Julio, que é vice-prefeito eleito de São Luís, diplomado nesta segunda-feira (19), pelo Tribunal Regional Eleitoral. Mais uma ação de represália, bem parecida com as represálias de gestores sofridas por educadores quando lutam por seus direitos. “Imaginem o que fariam se estivessem no comando do Sinproesemma”, avalia o coordenador da Regional de Presidente Dutra, Aceilton Soares.

Descaso com educadores dos municípios do Maranhão

Não satisfeito com as suas ações truculentas e irresponsáveis, o professor Antonísio também ataca e faz pouco caso de professores do interior do Maranhão, questionando a existência dos núcleos municipais como estruturas que lideram a luta por direitos dos educadores das redes municipais. “Eles não existem, onde eles estão?”, disse Antonísio, com deboche e descaso.

“Para Antonísio, os educadores do interior não são nada, por isso ele faz esse descaso. Para ele somente são importantes os educadores da capital. Ele não reconhece a importância do trabalho dos núcleos da entidade, que é dividida em regionais e núcleos para melhor atender a todos. Para Antonísio, tudo se resume em política e votos. Como ele não tem votos no interior, então desconhece os núcleos municipais. Por ele, os educadores do interior não são ouvidos e não devem participar das decisões do sindicato. Uma falta de respeito. Todos temos o mesmo grau de importância, pois compartilhamos dos mesmos problemas e das mesmas lutas. O sindicato é para todos, da capital e do interior. Todos os avanços que conquistamos foram para todos, inclusive para eles que fazem uma oposição irresponsável, caluniosa e violenta”, explicou o professor Julio Pinheiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.