segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Estivadores ainda comemoram acordo que deu fim a paralisação



O Sindicato dos Estivadores e dos Trabalhadores em Estiva de Minérios do Maranhão (SETEMEMA), com o Sindicatos dos Arrumadores e dos Conferentes e Concertadores, enceraram de forma vitoriosa no ultimo dia (24). Segundo os dirigentes sindicalistas a paralisação foi a maior da história do Porto do Itaqui.

Os sindicatos ainda comemoram a assinatura em conjunto  com o Sindicato dos Operadores Portuários do Maranhão no dia (01) de dezembro, um acordo histórico acordo que põe fim a uma era de conflitos e insatisfações, e garante aos trabalhadores portuários avulsos da categoria de estivador uma reposição salarial inicialmente na ordem de 30,02%,  incluindo também os guindasteiros tiveram uma valorização na ordem de 87%.
Para Joubert Mendes, presidente do Sindicato dos Estivadores “ O acordo vai muito além da valorização dos estivadores, representa uma jornada de conquistas e vitórias para todos os envolvidos e reestabelece o reconhecimento profissional dos trabalhadores", disse.

O compromisso assumido é que os dois sindicatos se comprometem em ajustar a transição para um turno de seis horas, o que vai proporcionar uma eficácia maior das operações.

O acordo simboliza um grande avanço para toda a comunidade portuária.

“ Este acordo possibilita o retorno das relações harmônicas entre as partes, haja vista que historicamente, sempre tivemos um convívio de ajuda mútua, os estivadores sempre fizeram parte do desenvolvimento das empresas e do porto” ressalta Jansen Pereira, presidente Sindicato das Operadoras Portuárias (SINDOMAR).

Esse reajuste passou a vigorar desde o dia (01), de dezembro deste ano e será finalizado com a assinatura da convenção coletiva de trabalho que deve ser assinada nos próximos dias.

“ É hora de virar a página e começar a escrever uma nova história de empoderamento e conquista para os trabalhadores e para toda a comunidade portuária do Itaqui" pontuou Ivan Júnior, secretário geral do SETEMEMA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.