segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Júlio Pinheiro conclama a militância do PC do B em apoio à reeleição de Edivaldo

Presidente municipal do (PC do B), Haroldão;  Edivaldo Holanda Júnior (PDT); Júlio Pinheiro (PC do B) e o presidente estadual do (PC do B) Márcio Jerry.


O candidato à vice prefeito de São Luis pelo PC do B, professor Júlio Pinheiro, convocou toda a militância do seu partido, a marchar juntos em prol da reeleição do seu companheiro de chapa o prefeito Edivaldo Holanda (PDT), o ato aconteceu durante uma grande plenária do partido comunista na noite desta segunda-feira (08), no Grand São Luis Hotel centro da capital.



Presente ao evento o secretário de Assuntos Políticos e de Comunicação do governo Flávio Dino e presidente estadual do (PC do B), Márcio Jerry,  disse que o momento foi preparado para unir  a militância em prol da reeleição de Edivaldo e da importância de ter Júlio Pinheiro como candidato à vice "Esse é um momento importante de ativar ainda mais a militância partidária comprometer os companheiros e companheiras, envolver todos nessa grande e vitoriosa campanha que conduzirá Edivaldo Holanda à prefeitura de São Luis e com ele o nosso querido companheiro Júlio Pinheiro", concluiu.



Para presidente municipal da sigla Haroldo Oliveira, a militância tem a responsabilidade de eleger   a chapa [Edivaldo & Júlio Pinheiro] e uma bancada de vereadores combatíveis, "Júlio tem a vida nesse partido, temos a responsabilidade de eleger Edivaldo junto com Júlio Pinheiro que é um quadro excelente, um quadro que não vai nos decepcionar e vereadores combatíveis para a Câmara de São Luis", afirmou.

Segundo Haroldo o Partido Comunista coligou na proporcional com o Partido Social Cristão (PSC) e a coligação conta com 47 candidatos à vereadores.



O prefeito Edivaldo falou da alegria de poder contar com Júlio Pinheiro como seu companheiro de chapa e futuro vice prefeito de São Luis, "Eu queria dizer a ti Júlio, e a toda militância, da minha alegria, de ter você comigo, como futuro vice-prefeito com a benção de Deus, e dizer da tranquilidade de ter você ao meu lado, um homem que tem uma história com São Luis, um homem de movimentos sindicais, movimentos sociais, que vem de uma história bonita no movimento estudantil, e uma história dentro do partido, que nós possamos ir de casa em casa, bater de porta em porta, e levar a nossa mensagem de rua em rua para poder continuar mudando para melhor a nossa cidade" afirmou.



Edivaldo lembrou de alguns avanços já conquistados pela prefeitura em parceria com o Governo do Estado, como   o programa Mais Asfalto, que vem mudando a cara da cidade; o novo Hospital da Criança (construído na época da prefeita conceição Andrade na década de 90), agora, moderno e com o dobro de leitos; a Interbairros, grandes obras que interligam várias regiões importantes da cidade dando mais fluidez ao trânsito; a entrada da cidade há décadas motivo de vergonha e atualmente ponto turístico no Tirirical, obra que resolveu um grande problema do trânsito naquela região; o início de uma intervenção de médio porte no retorno da Forquilha à exemplo do que foi feito, na rotatória do Bacanga e em frente ao São Luis Shopping, (também obras de fluidez para o trânsito); a ponte Pai Inácio e demais obras fruto da parceria governo e prefeitura.



"Estamos aqui na condição de representar o sentimento das contribuições que temos junto ao movimento estudantil, na luta em defesa da universidade pública, assim foi no movimento secundarista, enfrentando a luta pela qualidade do ensino, para que de fato se universalizasse o ensino nesse estado e foi com esse processo de luta que construímos através da nossa militância política, a minha perspectiva de vida, foi nessa escola que é o partido comunista que aprendi a fazer política de vida", afirmou Júlio Pinheiro, ao lembrar que chegou no partido ainda menino e agradeceu à todos que o acompanharam durante a sua trajetória no PC do B.

Estiveram presentes os candidatos à vereadores e vereadoras, e centenas de militantes, simpatizantes e representantes dos professores e de movimentos sociais, negros e movimentos de mulheres.









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.