segunda-feira, 9 de maio de 2016

Waldir Maranhão: “não estamos brincando de fazer Democracia”


Presidente interino da Câmara, deputado afirma em coletiva de imprensa sobre sua decisão que anulou o impeachment na Casa; "Nós não estamos e nem estaremos em momento algum brincando de fazer democracia", disse, cercado por parlamentares do PT e do PCdoB



 Waldir Maranhão (PP-MA), falou no início da noite à imprensa sobre sua decisão que anulou a admissibilidade do processo de impeachment na Casa, atendendo a um recurso da AGU, mas sem entrar no mérito da decisão.

"Nós não estamos e nem estaremos em momento algum brincando de fazer democracia", disse o parlamentar, cercado por deputados do PT, do PCdoB e de outros partidos da base. Ele reforçou que sua decisão teve como base "a nossa Constituição e o nosso regimento".

A suspensão da votação de 17 de abril tem como objetivo, acrescentou o deputado, "corrigir, em tempo, vícios" cometidos no processo de afastamento da presidente Dilma Rousseff. "O nosso país tem salvação", afirmou ainda Maranhão.

Partido anúnciou expulsão de Waldir

Após a decisão de Waldir cancelar processo de votação de impedimento que ocorreu na Câmara, o presidente em exercício da Casa será expulso do partido. Um grupo de deputados do PP já pediu a expulsão imediata do deputado. O partido também pedirá o afastamento de Waldir da presidência da Câmara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.