terça-feira, 31 de maio de 2016

Honorato Fernandes pede o fim da greve dos professores

Honorato Fernandes (PT)


O vereador Honorato Fernandes (PT), defendeu durante seu discurso na Câmara Municipal o fim da greve dos professores da rede municipal de ensino. Segundo Honorato a saída para o problema é o diálogo entre a prefeitura de São Luis e a categoria.

 O parlamentar fez um apelo para que os professores retornem às salas de aula, "As crianças não podem ficar no meio dessa discussão, não podem ser penalizadas", o vereador diz entender a necessidade de melhores condições para a categoria, mas segundo ele, o secretário Moacir Feitosa deve abrir o diálogo e os professores também deve estar dispostos a resolver o problema o que não vem acontecendo, com o demora na solução do problema, quem saí perdendo são os milhares de alunos da rede fundamental, "O direito do sindicato é justo, mas do outro lado nós temos quase 90 mil crianças e adolescentes,  já viemos de um período em 2014 onde tivemos uma greve de cem dias, e se essa situação hoje continuar, a situação que teremos é um quadro de abandono da educação,", disse.

O vereador insiste na intensificação do diálogo e disse que a reivindicação dos professores é justa, mas, defendeu que "as crianças não sejam condenadas à falta de oportunidades de frequentar a escola por falta do diálogo entre secretaria e sindicato.

Durante negociação com o sindicato a prefeitura ofereceu a categoria reajuste salarial de 10,67% em duas parcelas, mas a o sindicato quer um reajuste de 11,36%. Ano passado os alunos foram penalizados com cem dias de paralisação.

A greve tem sido fruto de uma crise interna pela disputa  poder, para uma parcela da população a greve do Sindeducação tem cunho político, e a atual presidente foi acusada de não prestar contas de sua gestão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.