sábado, 3 de janeiro de 2015

Educação municipal: "Dai à Cesar o que é de César"

Geraldo Castro tem destacado a importância da transparência na gestão

Mesmo com a paralisação no início do ano dos professores da rede municipal. Considerada ilegal pelo (TJMA) e pelo (STF), Ilegalidade da greve dos professores,  motivo de atraso no calendário escolar, contabilizando prejuízos aos alunos e suas famílias, finalizada graças a habilidade do secretário Geraldo Castro que garantiu reajuste salarial, melhores condições de trabalho, reforma de mais escolas, reformulação de um plano de aposentadoria para a categoria, entre outros benefícios. 

Podemos concluir que uma das melhores notícias para rede municipal de ensino veio no mês de novembro. e coroou o fim do ano de 2014 com a avaliação positiva do Atlas do Desenvolvimento das regiões metropolitanas. São luis superou o Distrito Federal, São Paulo e Curitiba. Surpreendeu até mesmo os técnicos do Ipea, do Pnud e o ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Marcelo Néri. Fato que espantou também a imprensa maranhense acostumada a noticiar a grande Ilha na rabeira dos índices educacionais divulgados pelas pesquisas.

Mas como diz o ditado: "Dai à Cesar o que é de César", o material divulgado na última reunião do secretário de educação Geraldo Castro, com os 250 gestores das UEBs para avaliação e exposição dos avanços da Educação municipal não deixam dúvidas quanto a eficiência e competência na gestão da secretaria. 

A reunião aconteceu no hotel Abbeville, onde foram apresentados: a política de alfabetização para a rede municipal, apresentada e discutida durante a programação da 8ª Feira do Livro de São Luís (Felis); a política de avaliação da educação municipal, lançada em maio deste ano; a política de formação continuada para gestores escolares e professores da rede municipal de ensino; a proposta curricular da rede municipal e das escolas em tempo integral; e cadernos com orientações gerais sobre o processo de gestão escolar e a rotina administrativa das unidades de ensino. 

Geraldo ainda destacou a importância da transparência na gestão do prefeito Edivaldo, e as rodadas de diálogo com o corpo pedagógico das unidades de ensino, realizadas durante o ano com o objetivo de identificar as principais demandas por formação, a intenção é elaborar um calendário de formação continuada condizente com as necessidades da rede de ensino. Com tantos avanços só mesmo os pessimistas não querem ver a eficiência do comunista a frente da pasta da educação municipal.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.