quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Diego Polary suspeito de participar do massacre que ceifou a vida do advogado Brunno é ouvido pela polícia

Diego Polary suspeito de participação no crime brutal
O estudante de engenharia civil, Diego Polary, filho de um dos Djs, mais queridos de São Luis, Claudinho Polary, Foi apontado pelas vítimas como um dos suspeitos de  participação no massacre que culminou com o assassinato do assessor jurídico do candidato eleito Roberto Rocha, que ocorreu  em uma festa de comemoração da vítória do senador eleito na madrugada da última segunda-feira (6). O estudante se apresentou na tarde de ontem (7) para depor sobre o caso no 7º Distrito Policial, no Turu.

O delegado responsável pelo caso, Márcio Fábio Dominice, afirmou que Diego negou em seu depoimento todo e qualquer tipo de envolvimento no caso. O estudante afirmou ainda que estava dormindo e só se deu conta do que estava acontecendo quando o tio, Carlos Humberto Marão Filho, recebeu voz de prisão por homicídio e tentativa de homicídio.

O irmão da vítima, Alexandre Matos Soares, o amigo de Alexandre, Kelvin Chiang, 26, um vigia e um caseiro, que estavam nas proximidades do local do crime ainda serão ouvidos nesta semana. Está programada para acontecer na próxima semana uma reconstituição da cena do crime.

Pai do advogado Brunno Matos diz que o filho foi vítima de um marginal irresponsável

Confira a entrevista exclusiva com o pai de Bruno no blog do Gilberto Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.