sábado, 19 de julho de 2014

Júlio Guterres já merece um mandato parlamentar

Professor Júlio Guterres (PC do B)
Pela história de luta em favor da classe trabalhadora do estado o professor Júlio Guterres (PC do B), já merece um mandato parlamentar. Homem digno, pai de família e com uma honrosa história de vida, o professor Guterres, tem dado grande contribuição à classe trabalhadora maranhense.

Reconduzido em 2013, ao cargo de presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil secção do Maranhão (CTB-MA), pôde contribuir com vários avanços junto à classe, como por exemplo: quando a Central participou do Grito da Terra e da luta pela Reforma Agrária; das denúncias dos acidentes e doenças de trabalhadores; das campanhas unificadas pela jornada de 40 horas semanais; da luta pela devolução do Hospital Carlos Macieira ao servidor, juntamente com o Sinproesemma; Sindjus; Sinpol e demais sindicatos de servidores públicos, quando entraram com Ação Civil Pública para recuperar o Hospital Calos Macieira e devolve-lo ao servidor, importante vitória através da desembargadora Luzia Nepomuceno, que determinou a devolução do hospital a quem é de direito; de eleições de importantes sindicatos e da Fetaema (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do estado) entre outros.

Júlio Guterres (PC do B), que é defensor das causas femininas, se desincompatibilizou do cargo de diretor de comunicação do Sinproesemma, para concorrer a uma vaga de deputado estadual, e quem assume em seu lugar é uma mulher: Leudênia Dâmia Baggio, "tenho certeza que o cargo está em boas mãos", disse.

O professor faz questão de lembrar a necessidade do Maranhão seguir um novo rumo político, “É necessário a construção de um projeto alternativo de desenvolvimento para o Maranhão que seja sustentável e valorize o trabalho, e este caminho passa pela candidatura, em 2014, de Flávio Dino (PCdoB) a governador, que deve aprofundar os laços com os movimentos sociais, evitando-se erros do passado recente, finalizou.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.